Últimas Notícias

Post Top Ad

Your Ad Spot

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Oscar Niemeyer : arquiteto mais famoso do mundo morre aos 104 anos




Oscar Niemeyer, principal nome da arquitetura no Brasil, morreu pouco antes das 22h desta quarta (5), aos 104 anos, no Rio. Ele estava ao lado da mulher, Vera Lúcia, 67, de sobrinhos e de netos no momento da morte. Cerca de dez pessoas o acompanhavam em seu quarto.

Niemeyer esteve lúcido até manhã de quarta, quando houve piora em seu quadro de infecção respiratória e ele precisou ser sedado e entubado.

O arquiteto carioca, que completaria 105 anos em 15 de dezembro, deu entrada no hospital Samaritano, em Botafogo, na zona sul do Rio, em 2 de novembro, a princípio para tratar de uma desidratação, em sua terceira internação no ano. Mais tarde, porém, Niemeyer apresentou hemorragia digestiva e houve piora em sua função renal. Na terça-feira (4), uma infecção respiratória levou a uma piora no estado clínico de Niemeyer. Na manhã desta quarta, o arquiteto sofreu uma parada cardiorrespiratória.

Em outubro, ele havia ficado duas semanas no hospital também por causa de uma desidratação. Em maio, o arquiteto teve pneumonia e chegou a ficar internado na UTI. Recebeu alta depois de 16 dias. Em abril de 2011, foi submetido a cirurgias para a retirada da vesícula e de um tumor no intestino. Na ocasião, ele ficou internado por 12 dias por causa de uma infecção

Barra do Rocha: Jônatas quebra o silêncio após ter sido afastado pela Justiça



O prefeito afastado de Barra do Rocha, Jônatas Ventura (PMDB), quebrou o silêncio e falou com exclusividade ao Ubatã Notícias após Justiça de 1ª Instância determinar, nesta quarta-feira (05), o seu afastamento, sob a justificativa de má administração e suposto indícios de desvio de verbas públicas. A ação foi ajuizada pelo MP.

“Ainda não fomos notificados. O que podemos dizer é que já havíamos protocolado na Justiça um documento comprovando as dificuldades para manter o pagamento do funcionalismo em dia, pois Barra do Rocha sofreu, nos últimos quatros anos, 30 retenções do INSS no FPM do município”, disse Jônatas Ventura.

Ventura ainda completou: “Enquanto não havia sequestros nas verbas do INSS, cujo débito é de gestões anteriores, mantivemos o pagamento dos servidores em dia, mas após este e outros problemas, a regularização [dos salários] ficou inviável. Estamos conversando com os nossos advogados para definir quais caminhos serão adotados para possibilitar o nosso retorno”, finalizou o alcaide afastado. A decisão da Justiça de 1ª Instância que afastou Jônatas Ventura ainda cabe recurso.

Vice prefeita não deve assumir o comando do Executivo

Com a decisão da Justiça de 1ª Instância de afastar o prefeito Jônatas Ventura, deveria assumir a vice-prefeita, Vera Lúcia Ramos Franco Costa (PSC). Deveria. Acontece que Vera venceu as eleições municipais de outubro para o executivo. Se ela assumir neste momento à Prefeitura, em substituição à Ventura, Vera não poderia se candidatar à reeleição em 2016. Assim, é muito provável que Vera renuncie e que assuma o município a presidente da Câmara, a edil Jovenita Fontes (PMN). No entanto, nenhuma troca no comando do executivo será realizada antes que Jônatas Ventura, que está na capital do estado, seja notificado pela Justiça.

( Ubatã Notícias )

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot