Últimas Notícias

Post Top Ad

Your Ad Spot

quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Integrantes do PSB reagem a declaração de Marina e afirmam que candidato é Eduardo Campos


Integrantes do PSB reagem a declaração de Marina e afirmam que candidato é Eduardo Campos
Membros do PSB reagiram às declarações da ex-senadora Marina Silva, que classificou como “possibilidades” para 2014 ela própria e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos. “Não tem isso de discutir lá na frente posição na chapa. A candidatura posta é a de Eduardo e ela vai até o dia da eleição. A cabeça de chapa se chama Eduardo Henrique Accioly Campos e esse será o nome na urna no dia da eleição”, declarou o secretário-geral do partido, Carlos Siqueira. Um dos congressistas que participaram das negociações para a aliança Campos-Marina, o senador Rodrigo Rollemberg (PSB-DF) endossou o discurso. “Os que apostarem em uma disputa entre Eduardo e Marina vão perder. Não tenho nenhuma dúvida de que a Marina fez opção pela candidatura do Eduardo, e essa candidatura vai até o fim”, disse. A ex-senadora, por sua vez, reclamou do destaque dado à sua fala e afirmou que se referia a possibilidades para o Brasil. No entanto, não respondeu diretamente ao ser questionada se estava descartada sua candidatura. Informações da Folha.

Direita e esquerda são derrotadas por 'insatisfeitos' na Câmara
Fotos: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias
Um comentário correu a Câmara de Salvador após a tentativa frustrada de votar nesta quarta-feira (9) um projeto do Executivo Municipal que concede dois incentivos ao grupo CCR para a implementação do Sistema Metroviário de Salvador e Lauro de Freitas: a liberação do pagamento do ISS durante as obras e uma redução da alíquota a 2% na fase de operação do modal. Entre os principais acionistas do grupo, estão as empresas Camargo Corrêa e Andrade Gutierrez, que fizeram parte do consórcio pela construção da linha 1. Apesar do desejo da prefeitura e do governo em aprovar a matéria o quanto antes, um grupo de vereadores “resistentes” evitou a apreciação da proposta. “Quando direita e esquerda se unem, quais são os interesses que impedem a aprovação de um projeto?” foi o questionamento repetido por muitos, em tom de provocação. O tom das conversas também foi dominado pelo debate sobre quem foi o grande “derrotado” do dia: o prefeito ACM Neto ou o governador Jaques Wagner. As opiniões variavam de acordo com o nível de proximidade dos vereadores em relação aos gestores. Parte dos edis apontou a ausência da bancada do PTN – maior partido da base, com cinco integrantes – ou da vereadora Cátia Rodrigues (Pros), mulher do pastor Luciano – filiado recentemente ao DEM – para sinalizar uma fragilidade na base do democrata.
Outros vereadores, porém, defenderam que o grande “rejeitado” foi Wagner. Para isso, apontaram os casos de vereadores que costumam votar com o prefeito, como é o caso de Odiosvaldo Vigas (PDT), Isnard Araújo (PR), Tia Eron e Luiz Carlos – ambos do PRB. Por tal linha de raciocínio, tais vereadores, ao se posicionarem contrários à votação do projeto, teriam como objetivo expor insatisfações de seus partidos com a gestão estadual. O presidente municipal do PRB, Sidelvan Nóbrega, esteve inclusive na Casa e chegou a entrar na sala onde se reuniram os “insatisfeitos”. Questionado pela reportagem sobre a visita à Casa, o deputado estadual negou qualquer influência sobre o posicionamento dos correligionários. “Não tem nada disso. Vim falar com Paulo Câmara; um assunto pessoal. Só opino na Assembleia”, jurou. Apesar disso, Sidelvan não garantiu prontamente apoio à mesma iniciativa na AL-BA, que deverá ser votada nesta quinta (10). “Ainda haverá reunião de líderes”, resumiu.      

Paulo Câmara rebate petista: 'É precipitado atender ao governador?'

por Rodrigo Aguiar
Paulo Câmara rebate petista: 'É precipitado atender ao governador?'
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
O presidente da Câmara de Salvador não gostou nem um pouco da avaliação feita pelo vereador Henrique Carballal (PT) sobre a sua tentativa de apreciar na tarde desta quarta-feira (9) uma proposta que isenta do ISS as empresas que construirão o metrô e concede uma redução do mesmo imposto quando o modal entrar em operação. Após participar de uma reunião com os vereadores “insatisfeitos” – responsáveis pelo adiamento da votação para a próxima semana – o petista opinou que houve “precipitação” do líder da Casa ao tentar a aprovação da matéria em plenário nesta quarta. “Se ele acha precipitado atender a um pedido do prefeito e do governador...Precipitado é o painel marcar 42 vereadores e não ter gente suficiente para votar. Para mim, já passou do tempo de votar”, rebateu Paulo Câmara (PSDB), ao fazer questão de mencionar o líder político do colega. O tucano ainda contou que recebeu uma ligação de Jaques Wagner, que queria tratar justamente da matéria, que chegou à Casa em maio. Apesar de ser do interesse do governo do Estado e da prefeitura, o projeto não pôde ser votado na Câmara nesta quarta. Eram necessários 29 votos para aprovação, mas somente 25 vereadores estavam em plenário quando foi realizada a última contagem, antes da sessão ser encerrada. Como o presidente não vota e o vereador Hilton Coelho (PSOL) já tinha declarado ser contrário à isenção, havia teoricamente 23 votos favoráveis à proposta.    

José Trindade 'convida' Guerrilha a deixar PSL

por Rodrigo Aguiar
José Trindade 'convida' Guerrilha a deixar PSL
Foto: Marcela Gelinski / Bahia Notícias
Líder da pequena bancada do PSL na Câmara Municipal, o vereador José Trindade anunciou nesta quarta-feira (9) que “convidará” o seu correligionário Leandro Guerrilha a deixar o partido. “Ele será convidado a se retirar. Terá duas possibilidades: ir para o Pros ou o Solidariedade. Ou ficará sem legenda em 2016”, ameaçou Trindade, após sessão da Casa. A insatisfação foi gerada por uma “rebeldia” de Guerrilha, que agiu contrariamente ao que determinou o líder. Logo no começo dos trabalhos da Casa nesta quarta, Trindade anunciou que a sigla votaria a favor do projeto que estabelece a isenção do ISS para empresas do metrô de Salvador. Mais tarde, depois de participar de uma reunião na sala do vereador Alfredo Mangueira (PMDB) – que não estava presente – Guerrilha deixou a Casa para evitar a apreciação da proposta. “Ele não seguiu a liderança. Seguiu algum outro vereador”, argumentou Trindade. Em entrevista ao Bahia Notícias, o presidente estadual do partido, Toninho Olívio, apoiou a iniciativa do líder do PSL na Câmara soteropolitana. “A decisão pertence ao líder do partido”, afirmou. Em seguida, porém, o comandante do PSL baiano acrescentou que a decisão de expulsar guerrilha da legenda caberia ao Conselho de Ética da sigla. “Se houver parecer do conselho pela expulsão, vamos expulsar”, declarou.    

Autor de emenda, Edvaldo Brito condiciona voto favorável à isenção para metrô

por Rodrigo Aguiar
Autor de emenda, Edvaldo Brito condiciona voto favorável à isenção para metrô
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
O vereador Edvaldo Brito (PTB) apresentou uma condição para votar favoravelmente à isenção do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) para empresas do metrô. O tributarista quer a aprovação de uma emenda de sua autoria. O texto tem como objetivo garantir que, a cada reajuste tarifário, seja obrigatório levar em conta no cálculo do valor da passagem a isenção e a redução da alíquota do tributo, previstas no Projeto de Lei nº 354/2013, cuja votação foi adiada nesta quarta-feira (9). “Com isso, a redução da alíquota e a isenção só permanecerão se influenciarem na redução da tarifa. Ou seja, o prefeito não dará um prêmio às empresas, mas participará da viabilidade do metrô”, relatou o petebista, que reconheceu existir “mundialmente” a concessão de subsídios no setor. A emenda sugere o acréscimo de um quarto artigo à proposta do Executivo municipal, com a seguinte redação: “Mantidos os demais requisitos que fundamentam a redução de alíquota e a isenção previstas nesta Lei, os efeitos durarão enquanto seus valores forem considerados como redução nos cálculos da fixação das tarifas”. Caso aprovada, a emenda pode servir como base legal para questionamentos sobre reajustes de tarifa que eventualmente não respeitem a isenção do imposto.    



Bahia vence Vitória em clássico na Arena Fonte Nova
Foto: Max Haack / Bahia Notícias
Após dois anos sem vencer o Vitória – o último triunfo sobre o Leão havia acontecido e maio de 2011 –, o Bahia fez uma excelente atuação na noite desta quarta-feira, na Arena Fonte Nova, e venceu o rival rubro-negro por 2 x 0 em partida válida pela 27º rodada do Campeonato Brasileiro da Série AConfira na Coluna de Esportes!
 
 
 
Deputado pedirá libertação de ativista brasileira presa na Rússia
Foto: Alexandra Martins/ Divulgação
O deputado Nelson Pelegrino (PT-BA), presidente da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN) da Câmara Federal, vai solicitar a libertação da ativista brasileira do Greenpeace, detida na Rússia (veja aqui). “O pedido será encaminhado ao governo russo por meio do embaixador Sergei Pogóssovitch Akopov”, disse Pelegrino, durante a audiência da comissão, ao aprovar o requerimento do deputado Henrique Fontana (PT-RS) na sessão desta quarta-feira (9). Bióloga e ativista, Ana Paula Maciel foi presa no dia 18 de setembro em Murmansk com outras 30 pessoas, durante um protesto contra a exploração de petróleo no Ártico. Ela foi acusada de pirataria e Fontana quer que a brasileira responda ao processo em liberdade. No caso específico de Ana Paula, o governo brasileiro deu garantias de que ela se apresentará à Justiça russa sempre que necessário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot