Últimas Notícias

Post Top Ad

Your Ad Spot

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Joceval rebate João Henrique: 'A pessoa fica meio assim depois de ter as contas rejeitadas...'


Joceval rebate João Henrique: 'A pessoa fica meio assim depois de ter as contas rejeitadas...'
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
O vereador Joceval Rodrigues (PPS), líder do governo na Câmara de Salvador, rebateu nesta quinta-feira (17) as declarações do ex-prefeito João Henrique (PSL), que colocou o edil em um “time vereadores ingratos”, por não votar favorável à aprovação de suas contas no Legislativo soteropolitano. “A pessoa fica um pouco assim depois de ter as contas rejeitadas...mas é uma pessoa educada e cortês”, disse Joceval, em relação ao antigo gestor. Na última sexta (11), o ex-prefeito demonstrou sua mágoa e cobrou do vereador um “reconhecimento” por um cargo ocupado na antiga administração. “Nunca me comprometi em votar nada, a não ser com a minha consciência. Quanto a isso de que me projetei com o cargo que ocupei, posso dizer que fui elogiado diversas vezes pelo prefeito como um dos melhores gestores da Secretaria de Ação Social. E fui convidado pelo então secretário Carlos Soares, que tinha dificuldades para atender a população de rua. E eu aceitei essa missão”, declarou o vereador, em entrevista ao programa O Sistema é Bruto, da Rádio 100 (100,7 FM).

   
Sem ver problemas, Campos inaugura escola que já funciona há sete meses
Foto: Reprodução
Em evento com direito a bandinha, exposição de placa e palanque, o governador Eduardo Campos (PE) inaugurou nesta quarta-feira (16) na periferia do Recife uma escola que já funciona desde março. Apesar do feriado escolar do Dia do Professor, parte dos 784 alunos da Escola Monsenhor Manuel Marques compareceu ao evento, a convite da direção. Segundo a Folha, duas professoras e uma ex-diretora da escola disseram à reportagem que há aulas no local desde março. Em 20 anos, a escola mudou de endereço algumas vezes. Questionado, o pré-candidato do PSB à Presidência da República disse que não viu problema em inaugurar uma escola em operação há sete meses. "Ruim é quando a gente inaugura e não está pronto. Quando a gente inaugura o que está funcionando, a gente deveria ter o reconhecimento. Sobretudo se vocês [jornalistas] tivessem visitado a escola como era antes”. Na unidade oficialmente inaugurada nesta quarta, contudo, pais e alunos dizem que há cerca de quatro meses não há aulas de inglês, o que gerou protestos.

Congresso brasileiro lidera ranking de gastos por PIB

Congresso brasileiro lidera ranking de gastos por PIB
Para bancar o orçamento do Congresso, superior a 8,5 bilhões de reais em 2013, o Brasil destina 19 centavos de cada 100 reais produzidos no país (ou 0,19% do PIB). Um levantamento inédito da Transparência Brasil sobre os custos dos parlamentos de dozes países, entre emergentes e desenvolvidos, revela que nenhum pesa mais no bolso dos cidadãos do que o brasileiro. Os gastos da Casa presidida por Renan Calheiros (PMDB-AL), em relação à soma das riquezas do país, equivalem a quase duas vezes o custo do parlamento italiano, três vezes o mexicano, seis vezes o americano e onze vezes o espanhol. Segundo a Veja, o novo estudo da ONG comparou também o empenho em reais da cada Casa, pesadas as diferenças de poder de compra entre os países. Resultado: com gasto de R$ 16.197 por minuto, o Congresso brasileiro só rivaliza com o americano (R$ 17.825 por minuto) e sai muito mais caro que os dos demais países: mais de três vezes o custo do Congresso mexicano, quase cinco vezes os de Alemanha e França, dez vezes o do Canadá e vinte o de Portugal. No Brasil, é o Senado que puxa os gastos. Por cabeça, o custo dos 81 senadores é mais do que quatro vezes o dos 513 deputados: R$ 43,7 milhões a R$ 9,7 milhões. Na média, o país torrará R$ 14 milhões no ano por cada parlamentar, valor só superado pelos americanos e mais de vinte vezes o dos britânicos.
5
Um homem baleou o ex-sogro e uma criança de 11 anos na noite desta quarta-feira (16), no bairro de Periperi, em Salvador. José Mariano dos Santos Gonçalves, de 60 anos, foi atingido pelo ex-genro, de prenome Jackson, que estava inconformado com o fim do relacionamento com a filha da vítima. O crime aconteceu na Rua Joselito Miranda, de acordo com o Posto de Polícia Civil do Hospital do Subúrbio. Uma menina que brincava perto do local foi alvejada por balas perdidas. O autor do atentado fugiu e é procurado pela polícia. José Mariano e a criança foram socorridos por moradores da região para o Hospital do Subúrbio, onde permanecem internados. Após a retirada dos projéteis, o estado de saúde dos dois é considerado estável, segundo o Correio. A 5ª Delegacia Territorial (DT/Periperi) investiga o caso.  

Câmara dos Deputados aprova texto principal da minirreforma eleitoral

Câmara dos Deputados aprova texto principal da minirreforma eleitoral
A Câmara Federal aprovou nesta quarta-feira (16), com 222 votos favoráveis, 161 contrários e 1 abstenção, o texto principal do Projeto de Lei 6397/13, a minirreforma eleitoral. A matéria limita a propaganda em bens particulares, ao proibir placas, cavaletes e envelopamento de carros, além de estabelecer um teto para gastos com alimentação e aluguel de veículos em campanhas. A proposta também limita a fiscalização das prestações de contas das legendas ao afirmar que a atuação da Justiça Eleitoral se destina somente a “identificar a origem das receitas e a destinação das despesas com as atividades partidárias e eleitorais, mediante exame formal dos documentos contábeis e fiscais apresentados pelos partidos”. Relator do projeto, o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) disse que não foram acrescentados itens no texto aprovado pelo Senado, apenas retirados. “Votar isso não é o ideal, mas não votar é obrigar que parlamentares tenham que gastar muito nas campanhas e absurdos sejam mantidos, como placas nas ruas e cabos eleitorais”, defendeu. Já a deputada Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) criticou a matéria. De acordo com a comunista, haverá aumento dos custos de campanhas já que os cabos eleitorais serão pagos. Outro parlamentar gaúcho, o deputado Henrique Fontana (PT-RS), criticou a ausência de um teto para gastos de campanhas.

ACM Neto dá entrevista ao The New York Times e evita politizar violência

O prefeito ACM Neto (DEM) recebeu uma equipe de reportagem do The New York Times nesta quarta-feira (16), em seu apartamento, localizado no bairro de Ondina. Segundo a coluna Satélite, do jornal Correio, a publicação norte-americana elabora uma série de matérias sobre as cidades que receberão partidas da Copa do Mundo de 2014. Entre os assuntos abordados, esteve a violência na capital baiana. A morte recente de uma adolescente na Barroquinha foi comentada pelo chefe do escritório do NYT no Brasil, o jornalista Simon Romero, que também lembrou de uma reportagem publicada pelo veículo em 2011, relativa ao aumento da violência na Bahia. O prefeito se esquivou de politizar o assunto, embora tenha reconhecido os altos índices. “Não vou entrar em méritos de responsabilizar ninguém. Vou falar o que a prefeitura tem feito”, afirmou. Depois de falar com o gestor, a equipe do jornal foi à favela do Planeta dos Macacos, vizinha ao aeroporto de Salvador.

PSDB e PSB estimulam candidaturas de 'nanicos' para ampliar chance de 2º turno presidencial

PSDB e PSB estimulam candidaturas de 'nanicos' para  ampliar chance de 2º turno presidencial
Possíveis adversários eleitorais da presidente Dilma Rousseff em 2014, o PSDB de Aécio Neves e o PSB de Eduardo Campos atuam nos bastidores para estimular candidaturas de legendas de menor expressão, com o objetivo de ampliar a chance de segundo turno na disputa. O trio formado por PPS, PSOL e PSC é o principal alvo do assédio de tucanos e socialistas, segundo a Folha de S. Paulo. Juntas, as três legendas têm 3 minutos e 35 segundos no horário eleitoral de TV. “Outras candidaturas podem fortalecer a discussão”, defendeu Aécio. Na opinião do senador mineiro, é “legítimo” o lançamento de candidaturas próprias pelos partidos com condições legais. De acordo com pesquisa Datafolha divulgada na última semana, Dilma tem 42% das intenções de voto contra 21% de Aécio e 15% de Campos, no cenário mais provável para a eleição presidencial. Com este panorama, a petista seria reeleita no primeiro turno, com vantagem de seis pontos percentuais para a soma dos rivais.


Candidatura de Célia Sacramento a presidente da República é cotada pelo PV
Fotos: Max Haack/ Ag. Haack/ Bahia Notícias
Apesar de muita gente não ter levado a sério quando a vice-prefeita de Salvador, Célia Sacramento, cogitou, em entrevista ao Bahia Notícias – durante a cobertura do Carnaval 2013 –, se lançar candidata a presidente da República no próximo ano, o PV de fato avalia a hipótese. Ao classificá-la como "preparada" e "capaz", o secretário municipal da Cidade Sustentável, Ivanilson Gomes – presidente estadual licenciado do partido –, revelou nesta quarta-feira (16) no programa O Sistema é Bruto da Rádio 100 (100.7 FM) não só que a possibilidade é real, como é provável. " Eu acho que Célia simboliza o rosto, a característica da mulher brasileira, do povo brasileiro. O partido estará bem representado caso entenda que tem que ter uma candidatura própria. Dentro de um processo de discussão partidária, isso pode ocorrer. Não estou dizendo que ela irá ser, até porque o partido não definiu se terá ou não candidatura própria. Mas logicamente que Célia pode ser lembrada não só para uma candidatura para presidente, para vice ou até mesmo para governadora", conjeturou Ivanilson, ao assegurar que o nome da vice-prefeita já foi discutido até nacionalmente. "Tentamos em vários momentos com o [Fernando] Gabeira, mas ele assumiu um contrato que vai até junho com a Globo News, onde ele é apresentador. Então, ele ficou meio de stand by. [...] O partido tem colocado na mesa uma série de discussões, mas sempre consideramos o nome de Célia: uma pessoa que tem um carisma muito especifico, uma pessoa que nasceu com muitas dificuldades, conseguiu vencer na vida e não é vice-prefeita de [ACM] Neto à toa", descreveu o secretário.
Procurado pelo BN, o comandante nacional da sigla, o deputado federal José Luiz Penna, negou o debate, mas não descartou o nome da vice-prefeita. "Na verdade, nós não tivemos essa discussão ainda em nível nacional. Mas claro, claro [ao não descartar Célia]. Gabeira, Eduardo Jorge...", elucubrou o parlamentar, ao pontuar que Gabeira ainda é o preferido para disputar o Palácio do Planalto: "Tem destaque. [...] O que está colocado na executiva é a candidatura própria e a possibilidade de ampliar o debate". Segundo o dirigente, em breve haverá uma conversa com o chefe interino do PV baiano, Alan Lacerda, sobre o pleito do próximo ano no estado. Além de Célia, que presidente, vice, governadora ou deputada, deverá postular um mandato, o próprio Ivanilson tentará a Câmara Federal. Na corrida pelo Palácio de Ondina, segundo ele, a tendência maior é, em caso de não haver candidato verde, a sigla apoiar uma possível empreitada da senadora Lídice da Mata (PSB). Como o prefeito não determinou data para a saída dos integrantes da sua equipe que concorrerão em 2014, Ivanilson e Célia, assim como Maurício Trindade (Pros) e José Carlos Aleluia (DEM), devem sair do cargo no primeiro escalão em abril, conforme a determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

   
Vice-govenador afirma que Via Bahia ‘deu todos os motivos’ para rompimento do contrato
Foto: Tiago Melo/ Bahia Notícias
A abertura do processo de caducidade, que pode até resultar no rompimento do contrato de concessão da Via Bahia, é avaliada pelo vice-governador e secretário estadual de Infraestrutura como “apropriada”. Em entrevista ao Bahia Notícias, Otto Alencar afirmou que a empresa “deu todos os motivos” para a decisão do senador Walter Pinheiro (PT) de pedir ao ministro dos Transportes, César Borges, o início da ação. Caso a empresa não cumpra um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) poderá romper o contrato. Otto listou alguns dos problemas da Via Bahia, que já foi criticada pelo governador Jaques Wagner. “Coisas mínimas como a passarela na BR-324 que não está fazendo, o contorno do anel viário de Feira de Santana, a duplicação da BR-116. [O contrato] não vem sendo cumprido há muito tempo. Paralisações em horário de pico e lentidão nas obras de restauração do pavimento do asfalto. [....] A Via Bahia deu todos os motivos para que fosse feito [o rompimento] e eu teria feito há muito tempo”, disse Otto, que apontou novamente a “omissão e conivência” da ANTT como principais quesitos para a situação atual das rodovias (relembre a briga Otto x ANTT, Via Bahia e Borges aqui, aqui, aqui e aqui).
 

O vice-governador ainda alegou que a demora do Judiciário também contribui para a prestação de serviços ruins. “Quando você provoca, a Justiça às vezes é morosa em decidir. Tem muitos recursos para postergar decisões. Defendo já de muito tempo que o Brasil deveria ter súmulas vinculantes para que processos dessa natureza tivessem uma decisão imediata em primeira instância e não pudesse recorrer. Teria mais condição de punir e quem estivesse com concessão ficaria mais alerta”, argumentou. Otto ainda garantiu que o marco regulatório do metrô, que teve a concessão para o grupo CCR assinada nesta terça-feira (14), foi “muito bem feita” e disse não acreditar em problemas futuros com o serviço, ao contrário do que acontece com a TWB e o Ferry Boat. Sobre o serviço prestado pelo antigo consórcio Metrosal, que nunca conseguiu inaugurar a Linha 1, o vice-governador creditou a deficiência ao ex-prefeito João Henrique. “Não há como eu achar que uma gestão como a que passou por Salvador, do ex-prefeito de João Henrique, tivesse capacidade de fiscalizar com precisão qualquer contrato. Salvador, durante oito anos, ficou entregue a uma administração omissa”, cutucou. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot