Últimas Notícias

Post Top Ad

Your Ad Spot

sábado, 25 de julho de 2015

Professora de enfermagem tenta parto humanizado, passa por cesariana e morre em SP

Professora de enfermagem tenta parto humanizado, passa por cesariana e morre em SP
Foto: Reprodução / Facebook
A professora de enfermagem da Universidade Federal de São Carlos (Ufscar), Mariana de Oliveira Fonseca Machado, morreu na última terça-feira (21), depois de tentar por 48 fazer um parto humanizado e ser submetida, em seguida, a uma cesariana. De acordo com o UOL, a especialista em Saúde da Mulher de 30 anos havia contratado uma doula, mas apresentou dificuldades e precisou ser levada para a Casa de Saúde e Maternidade de São Carlos, no interior de São Paulo. O departamento de Enfermagem da universidade divulgou uma nota em que afirmava que não houve relação entre o parto humanizado e a morte da professora. "Infelizmente, preconceitos em relação ao parto natural e a cultura de cesariana brasileira levaram a divulgações equivocadas sobre o caso. Dados científicos indicam que a cesariana aumenta o risco de morte materna em 3-5 vezes, comparada ao parto normal. Dentre todas as causas de morte materna a hemorragia é a mais frequente delas", dizia a nota. Apesar de ter tido condições de amamentar após o parto, Mariana teve de ser internada na UTI por causa da gravidade de seu estado após a cirurgia. A causa da morte será confirmada em 60 dias, após a conclusão dos exames de necropsia pelo  Instituto Médico Legal (IML) de São José do Rio Preto, para onde o corpo foi levado

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot