Últimas Notícias

Post Top Ad

Your Ad Spot

segunda-feira, 27 de julho de 2020

A Cor do Som atende a antigo desejo dos fãs e lança 'Álbum Rosa' nesta quinta

Segunda, 27 de Julho de 2020 - 12:50

por Jamile Amine

A Cor do Som atende a antigo desejo dos fãs e lança 'Álbum Rosa' nesta quinta
Foto: Divulgação / Leo Aversa
Dois anos após o disco que celebrou as quatro décadas do A Cor do Som, Armandinho Macêdo, Ary Dias, Gustavo Schroeter, Jorginho Gomes, Dadi e Mú Carvalho lançam, nesta quinta-feira (30), o “Álbum Rosa”, atendendo a um antigo anseio dos admiradores da banda. “Os nossos fãs sempre falam do nosso álbum gravado em Montreux (Suíça) em 1978, só instrumental, e aquelas músicas, que algumas não tinham gravação de estúdio... Eles adoram, acham aquele disco incrível, pedem pra gente reproduzir, fazer um show com aquele repertório. Então o Mú teve a ideia de gravar esse disco instrumental regravando aquelas músicas e outras que são clássicas instrumentais da gente como 'Frutificar', 'Pororocas', 'Arpoador'”, conta Dadi Carvalho, em entrevista ao Bahia Notícias.

O projeto, que chega às plataformas digitais nesta semana, começou a ganhar forma no ano passado, teve uma pausa por causa da pandemia do novo coronavírus, e foi retomado com cautela recentemente. “A gravação toda foi feita em outubro de 2019, então a gente não tinha essa loucura que a gente está vivendo agora. A gente estava se preparando para dar segmento ao álbum, para lançar. Estávamos fazendo a capa com um grande designer aqui do Rio de Janeiro, o Batman Zavareze. Eu trabalho sempre com ele junto com a Marisa Monte, que a gente fez os cenários da Marisa, e tal. A gente estava fazendo a capa, ía tirar fotos com o Leo Aversa, tudo, e aí veio essa quarentena e cada um teve que ir pra sua casa. Acabou que agora deu uma aliviada e a gente pôde se reunir com todos os cuidados, assim, cada um numa hora, pra tirar as fotos, fazer a capa, e dar sequência no que a gente tinha começado lá em março”, relata o músico.


A capa do 'Álbum Rosa' foi concebida por Batman Zavareze

As gravações do novo trabalho ocorreram antes da pandemia e foram feitas no estúdio de Mú, no Rio de Janeiro, em um clima descontraído e de forma muito espontânea. “O processo de gravação foi bem legal porque a gente fez a base do álbum praticamente em um fim de semana. A gente gravou, como eu disse, no estúdio do Mú, e depois só os overdubs, tipo Armandinho fazendo as guitarras. Eu levei em casa umas coisas que eu tinha que refazer, e foi bem gostoso de fazer. Foi bem tranquilo, bem rápido e a gente tinha muita intimidade já com esse repertório, então foi muito legal”, conta Dadi. 

“Chegando da Terra” (Armandinho), “Dança Saci” (Mú), “Arpoador" (Mú, Dadi, Armandinho e Gustavo), “Frutificar” (Mú), "Pororocas” (Armandinho e Luiz Brasil), “Ticaricuriquetô” (Armandinho), “Espírito infantil” (Mú) e “Saudação à Paz” (Mú), são as faixas que compõem o “Álbum Rosa”, que tem produção musical e arranjos pelo A Cor do Som e produção executiva de Mú e João Falcão. 

O álbum chega esta semana, mas antes o público já pôde ver uma prévia do novo trabalho, com o videoclipe da faixa “Frutificar”. O registro audiovisual aconteceu a convite do International Jazz Day Brasil, que promove uma live com o A Cor do Som, também nesta quinta-feira (30), dia do lançamento do disco,  a partir das 21h. A transmissão acontece no YouTube do grupo e no Facebook do International Jazz Day Brasil. “A gente foi convidado pra fazer essa live e perguntaram se a gente podia fazer um clipe. E a gente fez assim, cada um na sua casa, dublando o que tinha gravado da música 'Frutificar', que é a que está no disco ‘Álbum Rosa’, e então foi bem gostoso. Eu fiz aqui em casa, estava até de pijama, e eu mesmo me dirigi, eu filmando com o celular, cada um fazendo de sua casa e acho que deu uma descontração, bem relaxado. O resultado ficou bem legal”, lembra o músico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot