Últimas Notícias

Post Top Ad

Your Ad Spot

quarta-feira, 7 de abril de 2021

Sobe para 8,5 mil o nº de pessoas habilitadas que não tomaram 2ª dose da vacina em SSA


por Jade Coelho

Sobe para 8,5 mil o nº de pessoas habilitadas que não tomaram 2ª dose da vacina em SSA
Foto: Reprodução/Youtube

Salvador somava até esta terça-feira (6) 8,5 mil pessoas que ainda não compareceram aos postos de vacinação para tomar a segunda dose do imunizante contra a Covid-19 e completar o esquema vacinal. A informação foi divulgada pelo secretário municipal da Saúde, Leo Prates, nesta quarta-feira (7), em entrevista ao Bahia Notícias no Ar, da rádio Salvador FM 92,3.  

 

A prefeitura atribui o número também ao feriado de Semana Santa e ao final de semana, e espera que essas pessoas compareçam. Além disso, a gestão está adotando a estratégica de entrar em contato com esses habilitados através de mensagens de texto no celular, e também vai começar a enviar alertas pelo aplicativo de mensagens WhatsApp.

 

A Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab) está conduzindo um levantamento específico com os municípios para apurar quantos são os casos de abandono da imunização contra o novo coronavírus. A pasta estadual tem orientado as cidades baianas a fazerem busca ativa das pessoas que tomaram a primeira dose e não compareceram para completar o esquema vacinal (leia mais aqui).

 

Apesar desse número de faltosos, Leo Prates acredita que Salvador vem melhorando a execução das 2ª doses. A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) está criando um sistema para esse acompanhamento e quer ser a terceira cidade do país em número de pessoas com o esquema de vacinação contra Covid-19 completo. Atualmente a capital baiana ocupa a 4ª posição, atrás de São Paulo, Rio de Janeiro e Fortaleza. “Os indicadores vacinais da cidade, nesse momento, estão excepcionais”, avaliou Leo Prates.

 

Segundo o gestor da SMS, neste momento a pasta está debruçada no desafio de definir o protocolo para a vacinação das pessoas com comorbidades, que estão entre as prioridades para a imunização. Leo Prates explicou que cabe ao médico prescrever se um paciente tem ou não comorbidades, diante disso a SMS vai firmar parceria com o Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb).

 

A vacinação das pessoas com comorbidades será dividida em duas etapas. Na primeira serão imunizados aqueles que já tem cadastro no sistema de saúde, que já são atendidos na cidade, já possuem receituário no sistema, por exemplo. Na segunda etapa o Cremeb vai disponibilizar uma aba no site para que os médicos cadastrem seus pacientes com comorbidades. O sistema será aberto para que o Ministério Público tenha acesso para garantir a lisura do processo.

 

“São 22 comorbidades consideradas, mas tem graus da comorbidade e o Ministério da Saúde estabelece em cada comorbidade o grau que deve ser vacinada”, sinalizou Leo Prates ao explicar que nem todas as pessoas com doenças crônicas serão vacinadas num primeiro momento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot