Últimas Notícias

Post Top Ad

Your Ad Spot

quarta-feira, 19 de maio de 2021

Carlos Bolsonaro tenta diminuir poder de militares na área da inteligência


Carlos Bolsonaro tenta diminuir poder de militares na área da inteligência
Foto: Reprodução / Caio Cesar / CMRJ

Uma licitação para aquisição de um aparelho de espionagem colocou em evidência a disputa entre o alto comando militar e o vereador carioca Carlos Bolsonaro, filho do presidente da República, Jair Bolsonaro.

 

De acordo com o UOL, órgãos oficiais de investigação que seriam beneficiados diretamente pelo dispositivo, a exemplo do GSI (Gabinete de Segurança Institucional) e a Abin (Agência Brasileiro de Informações), não estão envolvidos nas tratativas.

 

O edital de licitação é o de nº 03/21, do Ministério da Justiça, no valor de R$ 25,4 milhões. Previsto para esta quarta-feira (19), tem como objetivo contratar o programa de espionagem Pegasus, desenvolvido pela isralense NSO Group.

 

O programa já é conhecido e foi usado para espionar celulares e computadores de jornalistas e críticos de governos ao redor do mundo.

 

Ainda segundo o UOL, Carlos Bolsonaro tenta diminuir o poder dos militares na área de inteligência. Ele teria articulado junto ao ministro da Justiça, Anderson Torres, para excluir o GSI da licitação.

 

O Ministério da Justiça e Segurança Pública emitiu nota e diz que o processo de licitação tem objetivo a "aquisição de ferramenta de busca e consulta de dados em fontes abertas para ser usado, pelo ministério e órgãos de segurança pública, nos trabalhos de enfrentamento ao crime organizado".

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot