Últimas Notícias

Post Top Ad

Your Ad Spot

sábado, 19 de julho de 2014

Alberto Youseff usou celular dentro de carceragem, aponta PF


Alberto Youseff usou celular dentro de carceragem, aponta PF
Foto: Geraldo Magela/ Agência Senado
O doleiro Alberto Youssef, preso na operação Lava Jato, conseguiu usar um celular dentro da carceragem em Curitiba, para ocultar provas do caso, de acordo com investigação da Polícia Federal. Cinco suspeitos teriam permitido a utilização do telefone e estão custodiados na PF para responder pelo crime de corrupção passiva. A delegada que apura o caso pediu, em ofício sigiloso, “levantamentos detalhados” com o endereço, o patrimônio e os “principais relacionamentos” dos funcionários da carceragem. Um agente da Polícia Federal, três guardas municipais e uma funcionária terceirizada são investigados. A suspeita surgiu em maio, quando um agente informou o número e a operadora do celular usado pelo doleiro. O advogado de Youssef, Antonio Figueiredo Basto, diz que desconhece a investigação policial e que nunca recebeu telefonemas do doleiro. Informações da Coluna Painel da Folha de S. Paulo.

   
Sábado, 19 de Julho de 2014 - 09:20

Novo namorado comete erro e Zilu termina namoro

Novo namorado comete erro e Zilu termina namoro
Acabou o namoro-relâmpago de Zilu, ex-mulher de Zezé di Camargo, com o sertanejo Zé Henrique. O real motivo já está circulando na mídia e nos bastidores. Confira os detalhes na Coluna Holofote!

   
Sábado, 19 de Julho de 2014 - 09:10

Policial suspeito de matar bebê é vereador em Cachoeira

Policial suspeito de matar bebê é vereador em Cachoeira
Foto: Amargosa News
O policial apontado como autor do disparo que matou um bebê e gerou revolta na cidade de Amargosa, é também vereador da cidade de Cachoeira, onde mora. Carlos Raimundo de Jesus Cardoso, 38 anos, tem nome político Cacau PC, é filiado ao Partido Republicano Progressista (PRP) e foi eleito com 560 votos. “Não há nenhuma incompatibilidade em ser vereador e policial, é possível organizar os horários”, explica o coordenador do Departamento de Polícia do Interior (Depin), Moisés Damasceno. A presidência da Câmera Municipal de Cachoeira diz desconhecer o envolvimento do policial na morte de Vitória. O prefeito Carlos Pereira (PP) diz que pode haver suspensão do legislador, que já foi afastado das funções na Polícia Civil até o fim das apurações pela Corregedoria-Geral, pelos próximos 45 dias. O policial prestou depoimento e nega ser autor do disparo que matou a criança de um ano dentro da casa dos pais. Na cidade para coordenar as ações de segurança, Damasceno fez um levantamento da operação que iniciou na quinta-feira (17) para apurar a situação em Cachoeira. Até sexta (18) à noite, três entre os14 fugitivos que estavam custodiados na delegacia incendiada por populares se entregaram e outros seis foram recapturados. Quatro armamentos estavam na delegacia também foram resgatados. Informações do Correio.

   
Ministro da Justiça diz que legado da Copa foi romper com ‘isolacionismo’ das forças policiais
Foto: Divulgação/ Ministério da Justiça
O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, afirmou, durante encontro com secretários de segurança pública que sediaram a Copa do Mundo, nesta sexta-feira (18), em Salvador, que o “legado histórico” deixado pela Copa do Mundo foi a unificação para uma política de Estado para segurança pública. “Com a Copa do Mundo, rompemos uma cultura de isolacionismo, onde cada força policial cumpre seu papel e age a seu modo, com a sua doutrina. Nós conseguimos unificar todos”, avaliou, em conversa com jornalistas. Cardozo acredita que é preciso integrar as forças policiais do Brasil, como aconteceu no Mundial, para criar uma política de segurança pública que seja de Estado e não apenas de governo. “Nós temos que parar com aquele jogo de empurra: 'o culpado é o governo federal, o culpado é o governo estadual'. Não. Nós temos condições de juntos atacar o problema. Esse é o nosso desafio agora”, disse. A reunião entre os representantes de 12 cidades-sede discutiu as novas estratégias para uso dos Centros Integrados de Comando e Controle (CICCs) construídos para o torneio. Segundo o ministro, uma comissão vai estabelecer metas para atuação dos CICCs durante as eleições, com possível presença de integrantes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e Tribunais Regionais Eleitorais (TREs). Os equipamentos também devem ser usados durante a Olimpíada em 2016 e no monitoramento das fronteiras, com atuação inicial nos estados do Rio Grande do Sul, Amazonas, Mato Grosso e Paraná. “Isso nos dará planejamento, integração da área de inteligência, que é fundamental, e integração de operação”, disse. Cardozo afirma que a integração também deve ser estendida para as divisas dos estados, de forma pioneira no Nordeste. 

   
A presidente Dilma Rousseff sobrevoará, na manhã deste sábado (19), as áreas alagadas do município de Uruguaiana, na fronteira oeste do Rio Grande do Sul. A cidade foi afetada pela cheia do Rio Uruguai e é um dos 168 municípios atingidos pelas fortes chuvas registradas no estado. Dilma se reunirá com o prefeito, Luiz Augusto Schneider, o governador Tarso Genro (PT) e autoridades da Defesa Civil estadual. De acordo com informação da Defesa Civil, dos 168 municípios prejudicados pelas chuvas, 141 decretaram situação de emergência e dois estado de calamidade pública. Por conta das enxurradas, inundações e alagamentos, o número de pessoas desabrigadas ou desalojadas chega a 4.438. 

 

Bancos substituirão caixas fora das agências por terminais da rede Banco24Horas

Bancos substituirão caixas fora das agências por terminais da rede Banco24Horas
Foto: Blog Pimenta
A maior parte das máquinas próprias de grandes bancos do país, localizadas fora das agências, deve ser substituída por terminais da rede Banco 24Horas, nos próximos quatro anos. A meta de compartilhamento dos caixas eletrônicos foi consenso entre Itaú Unibanco, Santander, Bradesco, Banco do Brasil, HSBC, Caixa e Citibank. A empresa Tecban, dona da Banco 24Horas, anunciou  a informação nesta sexta-feira (18). A mudança deve atingir os terminais situados em shopping centers, postos de gasolina e supermercados. Para os clientes nada muda. Todos continuam com o direito, de acordo com a determinação do Banco Central, de fazer gratuitamente em qualquer rede do banco ou prestadora de serviços quatro saques e duas consultas. O Brasil possui o quarto maior parque de compartilhamento de caixas do mundo. São 196 mil caixas eletrônicos, dos quais 14%, ou 27 mil, estão fora das agências.

   
Corpo de João Ubaldo Ribeiro é enterrado neste sábado no Rio
Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil
O enterro do corpo do escritor João Ubaldo Ribeiro acontece na manhã deste sábado (19), às 10h, no Mausoléu dos Imortais da academia, no Cemitério São João Batista, em Botafogo, na zona sul da capital fluminense. Antes, às 8h15, um ato religioso será realizado na Academia Brasileira de Letras (ABL) em homenagem ao autor. Parentes, amigos, escritores e admiradores de João Ubaldo passaram durante toda a tarde de sexta (18) pelo velório do romancista, no Salão dos Poetas Românticos da ABL. Durante a cerimônia, pessoas próximas ao escritor contaram que há um ano e meio ele trabalhava em um novo livro, que contaria histórias da vida boêmia carioca, na perspectiva de um personagem baiano. Um dos quatro filhos do escritor, Bento Ribeiro, disse que na última conversa com o pai sobre o assunto, ele revelou que estava na metade da história. Além dos filhos, João Ubaldo deixa a esposa, Berenice Ribeiro.

Segurança ferido em explosão de carro-forte é atleta do E. C. Bahia

Segurança ferido em explosão de carro-forte é atleta do E. C. Bahia
Foto: Reprodução/ E.C. Bahia
Um dos três profissionais de segurança feridos na explosão de um carro-forte, próximo ao município de América Dourada, na Chapada Diamantina, na tarde de sexta-feira (18), representa o Esporte Clube Bahia em competições de jiu jitsu. William Ramos chegou a vencer três competições internacionais. Segundo o coordenador da equipe esportiva, João da Hora, que acompanha o segurança no Hospital Regional de Irecê, ele chegou inconsciente à unidade médica e teve as artérias respiratórias queimadas. O estado de saúde de William é grave, mas estável. O atleta aguarda transferência para o Hospital Geral do Estado. De acordo com a assessoria do Bahia, apesar de representar o clube nas competições, William não é contratado. A agremiação é parceira da equipe de jiu jitsu que William integra, autoriza a marca e oferece materiais esportivos. Informações do G1.

Petrobras vende fatia na estatal mineira de gás Gasmig

por Fernanda Nunes e Fátima Laranjeiras
O Conselho de Administração da Petrobras aprovou nesta sexta-feira (18) a venda de mais um ativo, dentro do seu plano de desinvestimento, que tem como objetivo a geração de caixa para o pesado orçamento da estatal, que prevê desembolsos de US$ 220,6 bilhões até 2018. A fatia de 40% da estatal na distribuidora estatal mineira de gás Gasmig será repassada à Gas Natural Fenosa, controladora da distribuidora fluminense CEG, por R$ 600 milhões. Ao todo, a Petrobras planeja vender ativos no valor total de US$ 11 bilhões, de 2014 a 2018. Com o compromisso de produzir sozinha em quatro novos campos na Bacia de Santos, a companhia assumiu, apenas neste ano, investimentos adicionais de US$ 50,7 bilhões até 2017. A Gasmig é controlada pela mineira Cemig, distribuidora de energia elétrica estatal, que tem 59,57% das ações da empresa de gás. Com a conclusão do acordo com a Petrobras, o governo de Minas Gerais amplia a sua participação na indústria fluminense de energia. A Gas Natural Fenosa, nova sócia da Gasmig, possui um projeto de interligação da rede de transporte dos dois Estados, o que irá permitir a exploração conjunta dos mercados do Rio e de Minas. Além disso, a Cemig controla a distribuidora fluminense de energia elétrica Light. Energia elétrica e gás natural são duas fontes complementares. Por isso, o controle dos dois mercados garante à Cemig uma participação relevante no mercado de energia do Rio. O plano de negócios da Gasmig prevê, além da expansão natural da rede atual de distribuição, com ênfase no segmento residencial e comercial, a construção de um gasoduto de distribuição de cerca de 500 km até Uberaba, para atender à demanda do mercado do Triângulo Mineiro e da região Centro-Oeste de Minas Gerais e ao suprimento de 1,25 milhão de metros cúbicos por dia da futura unidade de fertilizantes da Petrobras naquele município. A Petrobras é a fornecedora do gás à distribuidora mineira, por meio de contratos de longo prazo. E, como informou em fato relevante ao mercado, a transação não terá impacto sobre esses contratos. A venda da Gasmig significa uma mudança de rota na estratégia da estatal do petróleo. Até então, São Paulo era o único grande mercado onde a empresa não possuía participação acionária na distribuidora local. Com dificuldades na produção de gás e com a descoberta do pré-sal, o negócio de varejo do combustível perdeu importância. A conclusão da venda ainda está sujeita à aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e à anuência do poder concedente estadual.
Esporte Olímpico: Federações baianas reclamam de falta de estrutura; Sudesb promete novos espaços
Anunciado em 2008, ginásio de Cajazeiras é prometido para setembro Foto: SECOM
Com o fim da Copa do Mundo, as Olimpíadas acabam se tornando o novo foco de atenção para público e imprensa de todo o mundo. Entretanto, para o país organizador, o cuidado em organizar um evento desta magnitude se inicia muito antes, tanto na logística da competição quanto na formação e preparação dos atletas que representarão o país nos Jogos de Verão. Infelizmente no Brasil, a falta de estrutura nos equipamentos esportivos assola todo o país e tem no estado da Bahia um dos principais exemplos do descaso com o desporto olímpico nacional. Construído nos anos 1950, o complexo olímpico que pertencia a antiga Fonte Nova era a referência maior de equipamento esportivo do estado da Bahia. Além do Estádio Otávio Mangabeira, que além do futebol também servia para atividades de atletismo em sua pista olímpica, o Ginásio Esportivo Antônio Balbino era o palco principal para a realização de jogos de basquete, vôlei, futsal e handebol no estado, além de também abrigar campeonatos e escolinhas de karatê, judô e boxe, com as lutas deste desporto sendo um sucesso de público no estado. O complexo também incluía o parque aquático, que servia para abrigar competições das modalidades como natação e poló aquático, exercendo um papel social importante para a comunidade, ao abrigar aulas de baixo custo para a população soteropolitana. Com a candidatura para ser uma das 12 cidades-sede da Copa do Mundo 2014, tudo mudou. Em sua nova encarnação, a Fonte Nova (segundo o projeto vencedor da sua reconstrução) não poderia abrigar mais uma pista para atividades de atletismo à beira do gramado e, por uma questão de logística, tanto o Balbininho quanto a piscina olímpica acabaram por ser excluídas do espaço da Arena, com a promessa do governo do estado de construir um novo complexo no entorno do Estádio Metropolitano de Pituaçu e um Ginásio Esportivo localizado no bairro das Cajazeiras.
Antigo Ginásio Antônio Balbino
Foto: Divulgação

Entretanto, com o atraso nas obras do ginásio e o complexo ainda sem sair do papel, os esportes baianos acabaram por entrar em um período sombrio, sofrendo principalmente com a falta de estrutura e a diminuição de pessoas na prática de cada modalidade. “Toda essa situação nos afetou muito, porque caiu consideravelmente o número de meninos que praticam o esporte. O atleta baiano não tem mais piscinas de 50 metros, somente de 25” afirma o presidente da Federação Baiana de Desportos Aquáticos (FBDA), Sérgio Luiz Sampaio. Segundo Sampaio, existe atualmente um único espaço com medições oficiais, em Valença, mas reitera sobre o motivo da sua falta de uso pela entidade. “Antes, tínhamos a piscina olímpica da sede de praia do Bahia, que foi demolida, e também a da Fonte Nova. Agora, só resta a de Valença, mas não dá para fazer competições por lá. O custo seria muito alto e não teriamos competidores” confessa. Com essa falta de opções, a natação local vive um momento desesperador, com os seus atletas precisando deixar a Bahia para seguir com chances de competir de igual para igual com os adversários de outros estados e países. “Hoje, em Salvador, não se aprende mais para ser um nadador de nível como Allan do Carmo (medalhista mundial e pan-americano de maratona aquática). Tem que sair do estado para isso. E, sem as escolinhas, cai muito o número de praticantes” completa Sampaio, que apesar das críticas acredita que o tempo de “piscinas rasas” está para acabar em breve. “Estamos sempre vistoriando os trabalhos que estão sendo realizados no Bônoco (local escolhido para o prometido novo parque aquático) e as coisas estão andando”.
Parque aquático do Bonocô segue em obras e com
promessa de finalização para final de 2014 (Foto: Divulgação)

Em situação parecida está o Voleibol da Bahia, que após o fim do Balbininho vive em situação inversa ao que acontece no restante do país (QUAL A SITUAÇÃO???). “Nós não temos espaço nenhum. Os clubes do estadual não tem ginásio e os colégios não tem estrutura para comportar jogos oficiais.” diz Hércules Henrique Pimenta, presidente da Federação Baiana de Voleibol (FBV). Para Pimenta, a falta de um equipamento com capacidade mínima exigida pela CBV acabou retirando o estado da rota da seleção brasileira e dos torneios internacionais, o que causa a evasão da formação de um público para o vôlei.  “A CBV exige um mínimo de 6 mil telespectadores, e nenhum ginásio na Bahia comporta esse número. Existe um na cidade de Paulo Afonso com boa estrutura, mas ele só recebe 3 mil pessoas. Isso é ruim porque antigamente já tivemos dois jogos da seleção brasileira, sediamos um torneio com clubes de todo o mundo (o Salompas Cup, em 2001) e agora não dá mais. Para realizar competições regionais hoje, por exemplo, temos que utilizar o espaço de Lauro de Freitas, mas ele não comporta muita gente” confessa. Entretanto, apesar da situação alarmante em que vive o desporto baiano, algumas iniciativas tem conseguido criar um suspiro de esperança no preocupante cenário do estado. Fundado em julho deste ano, a Casa do Basquete promete ser o novo centro de treinamento da modalidade na Bahia, contando com o mesmo material e tecnologia utilizados na elite do basquetebol nacional.  “A Confederação Brasileira de Basquete tinha somente 10 pisos modulados, do padrão dos utilizados no Novo Basquete Brasil (NBB), para distribuir entre as 27 federações filiadas. Nós chamamos os representantes da CBV e, junto com o apoio da Sudesb, conseguimos o material a custo quase zero” esclarece José Lopes, diretor da Associação Brasileira para o Desenvolvimento do Esporte e Cultura (Asbradec) e idealizador do projeto. Porém, sem espaços públicos na cidade, a concretização do projeto só foi possivel graças a participação de um espaço privado. “Já utilizávamos o espaço da Adelba (Associação Desportiva e Cultural da Coelba) e como eles já estavam efetuando reformas no local, fizemos um acordo e o clube vai ceder o espaço para a prática do esporte” reiterou.
Casa do Basquete, localizado na Avenida Paralela. Foto: Divulgação.
Mostrando-se atento às críticas, o diretor-geral da Sudesb, Elias Dourado, afirmou em entrevista ao Bahia Notícias que a falta de equipamentos esportivos realmente preocupa, mas que a secretaria tem trabalhado para sanar esse problema. “A Sudesb tem trabalhado na construção ou reforma de diversos equipamentos esportivos não só em Salvador como no interior do estado. Hoje, temos a previsão de diversos espaços ,como o Centro Pan-Americano de Judô no final desse mês(julho), o Ginásio de Cajazeiras até Setembro, além da reforma da pista olímpica do Colégio da Polícia Militar em Dendezeiros e o Parque Aquático do Bonocô até o final do ano, o que é uma grande demanda da população de Salvador. Sabemos das demandas das federações, mas trabalhamos com todas elas na execução de cada equipamento e suas especificações”, disse Elias. Já em relação ao Parque Olímpico de Pituaçu, Dourado confessa que o projeto não tem previsão de sair do papel, principalmente devido a atual mudança no entorno do estádio. “Devido a ampliação da Avenida Pinto de Aguiar, tivemos que realocar o projeto inicial e ainda estamos estudando novamente como será a construção do espaço, que é essencial para o estado por ser mutiesportivo” reiterou.
Pituaçu será local de Centro Esportivo, mas sem data definida. Foto: Divulgação.
Ainda segundo Elias Dourado, o curto espaço de tempo até o ínicio dos Jogos Olímpicos não impede que os futuros espaços planejados sejam utilizados visando a preparação de atletas para a competição, citando principalmente o Centro de Judô como maior exemplo. “O Centro Pan-Americano de Judô será uma referência para a modalidade não só no país, como para todo o mundo, pois não será somente um centro de competições, como também um lugar de preparação e condicionamento de atletas de todo o mundo”, disse. Apesar dos atrasos, o espaço localizado na Praia de Ipitanga, no lugar do antigo Kartódromo, está nos momentos finais de sua construção e terá tempo hábil de sediar o Desafio Brasil-Itália de Judô, programado para o segundo semestre, mas sem data definida. Perguntado se as demandas do Karatê e Taekwondo seriam atendidas no espaço, o diretor-geral justificou que essa seria uma possibilidade, mas não por decisão da Sudesb. “A administração do espaço será de responsabilidade da Confederação Brasileira de Judô, que também participou do processo juntamente com o Governo Federal. Mas acredito que seria possível um acordo entre as partes” explicou.
Centro Pan-Americano de Judô. Foto: Divulgação
Por linhas tortas e duras penas, o esporte baiano sobrevive e respira por aparelhos, vendo suas maiores promessas terem que deixar o estado para poder brilhar nas quadras, pistas e piscinas. Aos que ficam e que ainda tentam continuar carregando a chama olímpica na terra de todos os santos, a promessa por novos espaços é recebida com desconfiança, mas ainda motiva para anos melhores no desporto regional. A esperança é que não sejam só promessas.

   
Sábado, 19 de Julho de 2014 - 00:00

Eleições Bahia: Candidatos seguem em campanha pelo interior do estado e RMS

por Renata Farias
Eleições Bahia: Candidatos seguem em campanha pelo interior do estado e RMS
Foto: Evilásio Júnior / Bahia Notícias
Entre os candidatos ao governo da Bahia, quatro realizam campanha no interior do estado e Região Metropolitana de Salvador (RMS) durante este fim de semana. Marcos Mendes (PSOL) participa do Seminário da Universidade de Itamaraju, no sábado (19), e realiza caminhada até o centro da cidade, onde haverá um comício. Já no domingo (20), o candidato realiza comício no município de Itabela. Paulo Souto (DEM) inicia o fim de semana em um evento político em Feira de Santana, na manhã de sábado. À tarde, o candidato da coligação "Unidos pela Bahia" realiza carreata em Santanápolis, Santa Bárbara e Lamarão e segue para comício em Serrinha à noite. No domingo, Souto realiza mais um comício em Mata de São João pela manhã e carreata em Cabaceiras do Paraguaçu e Governador Mangabeira à tarde. Rogério Tadeu da Luz (PRTB) viaja para o município de Santo Amaro para reunião com as lideranças locais do partido, no sábado, e segue para Saubara e São Francisco do Conde, no domingo, para reunião com lideranças políticas. Rui Costa participa, no sábado, de uma entrevista na Rádio Sucesso 93,1 FM, de Camaçari, e realiza a "Caravana 13", na RMS. No domingo, a coligação segue para os municípios de Crisópolis, Olindina, Itapicuru, Nova Soure, Cipó, Ribeira do Amparo e Ribeira do Pombal. Já a candidata Renata Mallet (PSTU) segue com sua agenda em Salvador, na Conferência Interestadual dos Bancários da Bahia e Sergipe, além de reunião com apoiadores de campanha.

   
Sexta, 18 de Julho de 2014 - 22:07

'Tem aquele ex que já não dava mais no couro', provoca candidato do PT

por Maria Garcia / Rebeca Menezes / Renata Farias
'Tem aquele ex que já não dava mais no couro', provoca candidato do PT
Foto: Elias Dantas / Ag. Haack / Bahia Notícias
O candidato ao governo da Bahia pela coligação "Pra Bahia Mudar Mais", Rui Costa (PT), disse, em discurso na inauguração do seu comitê, que tem convicção da vitória em primeiro turno, no dia 5 de outubro, e aproveitou o espaço para criticar o adversário Paulo Souto (DEM), ao compará-lo a um ex-marido que quer voltar para a esposa. "Ex é um bicho ciumento danado. Tem aquele ex que nunca deu uma florzinha sequer à esposa e já não dava mais no couro. Quando a mulher separa, arranja outro e começa a ser feliz, fica do outro lado da rua olhando o entregador de flores e conta que só tem 10, não uma dúzia. É igualzinho ao que está acontecendo", alfinetou. "Ele recebeu de César Borges [atual ministro da Secretaria dos Portos] um número de homicídios na Bahia e passou o bastão a Wagner com 87% a mais de homicídios no estado. O ex maltratou tanto a Bahia e só quer falar de segurança pública. O ex não pagava nem tíquete-alimentação para o policial militar, não dava nem viatura pra os prefeitos e municípios. O ex maltratou muito o povo, e o povo deu um adeus. Agora, o ex quer voltar e o povo, com certeza, vai dizer adeus. A Bíblia diz 'amai ao próximo', então nós queremos olhar para frente. O povo da Bahia quer amar o seu futuro, o próximo governador. O ex já mostrou o que não é capaz", completou, ao pedir votos aos deputados da coligação.

   
Aécio diz que pesquisa 'afetou equilíbrio' de Dilma e que presidente 'mentiu'
Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
O candidato à Presidência da República, Aécio Neves (PSDB), afirmou, em postagem no Facebook, que a presidente Dilma Rousseff (PT) "mentiu" quando afirmou que ele é contra o programa Mais Médicos. “É uma pena que o resultado das pesquisas eleitorais afete tanto o equilíbrio da candidata que hoje tem a responsabilidade de dirigir o país”, insinuou. “Hoje, a candidata mentiu ao dizer que eu sou contra o Mais Médicos. Para que não haja duvidas: não vou acabar com o Mais Médicos, vou aprimorá-lo. Não vou acabar com o Bolsa Família, vou aprimorá-lo”, justificou o tucano. Ele completa: "Apenas os autoritários, os que se julgam donos da verdade, espalham o medo por temerem mudanças e os avanços que elas podem trazer". A declaração da petista foi em resposta ao questionamento de um internauta, quando conversava com os seguidores por meio de sua página na rede social, na tarde desta sexta-feira (18). “As críticas feitas ao programa feitas por Aécio não significam sugestão para melhoria do programa. Essas críticas demonstram, simplesmente, que ele é contra o programa”, acusou Dilma. Aécio defendeu, em entrevista na quarta (16), mudanças como a exigência do Revalida e o não aceitação de regras oriundas do governo cubano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot