Últimas Notícias

Post Top Ad

Your Ad Spot

quinta-feira, 18 de março de 2021

Ex-médicos do Ernesto Simões Filho relatam atraso salarial e cobram posição da Sesab

por Matheus Caldas

Ex-médicos do Ernesto Simões Filho relatam atraso salarial e cobram posição da Sesab
Foto: Carol Garcia/GOVBA

Ex-anestesiologistas do Hospital Ernesto Simões Filho (HGESF), em Salvador, estão sem receber salários da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), gestora da unidade hospitalar. O Bahia Notícias conversou com profissionais da área que, em condição de anonimato, confirmaram a informação. 

 

De acordo com as denúncias, os ex-funcionários estão sem receber os honorários dos meses de outubro e novembro, e a primeira semana de dezembro. Por conta desta situação, a maioria dos médicos da anestesia resolveu deixar o hospital. “Acredito que tenha ficado 5% do quadro”, especula um médico que deixou o Ernesto Simões Filho.

 

A Sesab assumiu a administração do local em março do ano passado, quando o hospital foi transformado em unidade de referência para tratamento da Covid-19. Logo no primeiro mês de gestão da pasta, os anestesiologistas tiveram atraso nos repasses – situação resolvida após meses de cobranças. 

 

Por conta da transformação do Ernesto Simões em hospital exclusivo para tratar o novo coronavírus, os anestesiologistas ficaram de sobreaviso. Isto é, eles eram requisitados apenas em situações emergencais que não demandassem comparecimento imediato. A medida se estendeu até setembro, quando a operação do hospital voltou a ser normalizada. Nesta fase, os médicos da anestesiologia voltaram a trabalhar normalmente no final do mês. “Desde então, só atraso”, reclama uma outra pessoa ouvida pelo Bahia Notícias.

 

Segundo os profissionais, não há indicativos de quando a situação salarial será regularizada.

 

Procurada na última segunda-feira (15) pelo BN, a Sesab ainda não respondeu aos questionamentos feitos até a publicação desta matéria. Na terça (16) e na quarta (17), a reportagem cobrou posicionamento da pasta, mas a assessoria de imprensa alegou que a situação está “em apuração interna”. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot