Últimas Notícias

Post Top Ad

Your Ad Spot

quarta-feira, 6 de outubro de 2021

Azi diz que comando da nova sigla na Bahia ficará com egresso do DEM: 'Força maior'

 Quarta, 06 de Outubro de 2021

por Especial de Brasília | Gabriel Lopes

Azi diz que comando da nova sigla na Bahia ficará com egresso do DEM: 'Força maior'
Foto: Bahia Notícias

Nome importante do Democratas, o deputado federal e presidente do DEM na Bahia, Paulo Azi, aponta que a administração do União Brasil na Bahia ficará com quadros egressos do Democratas no estado. O partido é derivado da fusão entre DEM e PSL, que será concretizada em convenção entre as siglas nesta quarta-feira (6), em Brasília.

 

"É natural que na Bahia o comando neste primeiro momento ocorra pelos quadros do Democratas, em função do apelo e da força eleitoral do partido na Bahia ser maior do que o PSL, o natural é isso. Logo que se consolidar o processo de fusão nós vamos conversar com os membros e fazer a indicação da nova comissão provisória estadual", aponta o parlamentar baiano.

 

Azi também destaca que a Bahia deve ter uma atenção especial do novo partido logo após a fusão. "A gente acredita que também lá faremos a maior bancada de deputados federais e estaduais e o partido já elegeu a Bahia com a candidatura de ACM Neto como sua prioridade nacional", acrescenta.

 

GESTÃO DO PARTIDO E TOMADA DE DECISÕES

Com a fusão, o União Brasil agregará parlamentares com ideologias e pensamentos políticos variados. Azi explicou ao Bahia Notícias que um modelo para a tomada de decisões será adotado no partido e que, assim como na Bahia, as forças dos estados serão consideradas caso a caso para a presidência estadual.

 

"Nesse primeiro momento está se discutindo estado por estado a composição das novas comissões provisórias. Em alguns a presidência será comandada por um quadro egresso do Democratas, em outros estados por quadros egressos do PSL. Isso definido em função da força e representatividade de cada partido em cada estado. Estabelecemos um modelo de governança que as decisões terão que ser consensuadas (sic), exigirá um quórum de 3/5 dos seus membros e nem o Democratas e nem o PSL isoladamente detém esse quórum. Então, nós teremos que exercitar a capacidade de diálogo e negociação e entendimento", disse.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot