Últimas Notícias

Post Top Ad

Your Ad Spot

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Mais de 30 egípcios são presos em sauna acusados de 'perversão'

Mais de 30 egípcios são presos em sauna acusados de 'perversão'

Foto: AP Photo/Hassan Ammar
Trinta e três homens foram presos no Egito acusados de “perversão”. De acordo com o G1, os homens estavam em uma sauna pública. No Egito, a homossexualidade não é proibida expressamente, mas em várias ocasiões as autoridades prenderam pessoas acusando-as de "perversão" devido a sua orientação sexual. Todos as pessoas presas, incluindo o dono do lugar, são egípcios, segundo a promotoria. Em abril, as autoridades condenaram a oito anos de prisão três homens acusados de perversão e organização de "uma festa libertina". Em novembro, oito egípcios foram condenados  após aparecerem em um vídeo de um casamento gay. Eles receberam penas de três anos por "incitação à libertinagem e ofensa à moral pública". Segundo pesquisa realizada pelo instituto americano Pew, apenas 3% dos egípcios considerava que a sociedade devia aceitar a homossexualidade.

Técnicos do TSE vão pedir rejeição das contas eleitorais de Dilma Rousseff
Foto: Elza Fiúza/ABr
Técnicos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) se manifestaram pela rejeição das contas de campanhas da presidente Dilma Rousseff, do PT e do Comitê da sigla. Segundo a Folha de S. Paulo, o material será enviado ao ministro Gilmar Mendes, relator do processo de prestação de contas, que poderá acatar ou não a indicação.  De acordo com os técnicos, 13% das saídas de recursos e 5% das entradas foram irregulares. A íntegra do relatório será enviada a, Mendes e também ao procurador-geral eleitoral, Rodrigo Janot.  A partir dos dados dos técnicos, Mendes avaliará se os erros são de maior ou menor gravidade e redigirá um relatório e voto pelo aprovação ou rejeição das contas. O material produzido pelo ministro será submetido ao plenário do TSE. Partidos e colegações, até 15 dias após a diplomação, podem enviar representações à Justiça Eleitoral. De acordo com a Lei das Eleições, se a partir da representação foram comprovadas a "captação ou gastos ilícitos de recursos, para fins eleitorais", há possibilidade de se negar o diploma ou até mesmo de cassá-lo, caso o mesmo já houver sido expedido.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot