Últimas Notícias

Post Top Ad

Your Ad Spot

terça-feira, 9 de março de 2021

Ministério da Saúde deixa de financiar mais de 70% dos leitos de UTI Covid

Ministério da Saúde deixa de financiar mais de 70% dos leitos de UTI Covid
Foto: Valter Pontes/ Secom PMS

Entre julho de 2020 e março deste ano, o número de leitos de UTI exclusivos para pacientes com Covid-19 financiados pelo Ministério da Saúde caiu 71%. Durante o pico da pandemia, no ano passado, o governo federal mantinha 11.565 leitos habilitados, enquanto agora, no pico da segunda onda da pandemia, mantém 3.372 leitos.

 

Os números foram obtidos pelo Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), a partir de portarias publicadas no Diário Oficial da União (DOU).

 

O G1 analisa que essa queda foi progressiva. Por exemplo, em dezembro, o Ministério da Saúde financiava o custo de 60% dos leitos do Sistema Único de Saúde (SUS). Em janeiro, passou para 30% e, em fevereiro, apenas 15%. Com isso, o presidente do Conass, secretário de Saúde do Maranhão, Carlos Lula, avaliou que o orçamento da pasta para 2021 não levou em conta a pandemia. 

 

À publicação, ele disse que os estados têm aumentado a quantidade de leitos por conta própria. "Mas é falso dizer que os estados estão confortáveis para fazer essa expansão de novo. É preciso um novo orçamento de guerra pra saúde", defende Lula.

 

De acordo com ele, nos próximos meses, o ministério deve financiar cerca de 7 mil leitos de UTI. Eles se referem a uma portaria publicada na última terça-feira (2), que prevê repasses retroativos à manutenção de leitos de UTI referentes aos meses de janeiro e fevereiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot