Últimas Notícias

Post Top Ad

Your Ad Spot

quarta-feira, 12 de maio de 2021

Falta de atendimento presencial desestimula cidadão a buscar a Justiça, diz OAB-BA


Falta de atendimento presencial desestimula cidadão a buscar a Justiça, diz OAB-BA
Fabrício Castro, presidente da seccional | Foto: Divulgação

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Bahia (OAB-BA), Fabrício Castro, voltou a cobrar o retorno das atividades presenciais no Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). Na visão dele, é preciso acelerar o plano de volta para evitar um prejuízo maior ao atendimento aos advogados e à sociedade.

 

“[A falta de atendimento presencial] Desestimula o próprio cidadão a buscar o Judiciário. Imagina o cidadão que tem uma demanda e busca ver essa demanda atendida por um órgão. Quando essa demanda demora a ser atendida, é como se fosse a ausência de funcionamento de um Poder”, alertou Castro em entrevista ao “Isso é Bahia”, programa da rádio A TARDE FM em parceria com o Bahia Notícias.

 

O presidente da OAB-BA acredita que o uso de tecnologia pode ajudar a melhorar a produtividade do Judiciário baiano em tempos de pandemia, mas a falta de funcionamento presencial afasta o advogado do tribunal. Ele citou exemplos de demandas da categoria que ficam prejudicadas com as atividades remotas.

 

“Muitas vezes, você precisa contextualizar uam situação, destravar uma diligência que não está cumprida, corrigir um equívoco na interpretação feita em determinados casos. Uma conversa, nesses casos, resolve. É importante, imprescindível que tenha isso, que o tribunal avance no atendimento presencial”, disse.

 

“Com a tecnologia, a produtividade pode melhorar, mas a gente não pode achar que a tecnologia vai melhorar tudo. E nem achar que, por causa da tecnologia, o advogado pode ficar afastado do Judiciário. No pós-pandemia, como legado, a tecnologia pode ajudar bastante”, defendeu também.

 

Castro afirmou, no entanto, que o TJ-BA tem se mostrado simpático a uma volta das atividades presenciais e deu sugestões para a retomada de maneira mais segura. Todos os tribunais têm um plano de volta. Esse plano foi prejudicado por esse agravamento [da pandemia] dos últimos 60 dias. É possível limitar o acesso de pessoas, o atendimento a determinados horários, drive-thru. É preciso criar formas para diminuir a aglomeração e, ao mesmo tempo, garantir o atendimento da Justiça.”

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot