Últimas Notícias

Post Top Ad

Your Ad Spot

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Gabrielli alerta para risco de derrota após Wagner anunciar Rui Costa

Gabrielli alerta para risco de derrota após Wagner anunciar Rui Costa
Foto: Bahia Notícias
O secretário estadual de Planejamento, José Sérgio Gabrielli, alertou para o risco de derrota do PT nas eleições de 2014 para o governo da Bahia, pouco depois do anúncio feito pelo governador Jaques Wagner na manhã desta quinta-feira (28), de que o seu “escolhido” é o chefe da Casa Civil, Rui Costa. “Não teremos eleição fácil. Temos dois adversários: um mais tradicional [da oposição] e outra de dentro do nosso projeto: a senadora Lídice da Mata. O mais importante é manter o partido unido. A militância do PT sempre foi um elemento extremamente importante. Se tentarmos apenas com a vontade do governador, sem mobilizar as bases, teremos risco de ser derrotados”, declarou o ex-presidente da Petrobras, em entrevista à rádio Bandnews FM Salvador. Pré-candidato ao governo, Gabrielli reconheceu que o posicionamento de Wagner praticamente assegura Rui Costa como candidato do PT ao cargo máximo do Executivo estadual. “O governador anunciou o seu candidato preferido, então...O diretório vai se reunir amanhã. [...] Mantive meu nome até o último momento e não me omiti”, afirmou o secretário, em tom de quem assume que o jogo está decidido. Gabrielli afirmou ainda que não há possibilidade de disputar nenhum outro cargo no pleito de 2014. “Acho que tenho mais perfil para a área executiva do que parlamentar. Além disso, tive vários apoiadores que são candidatos a deputado estadual ou federal”, avaliou.  Sobre a ausência do buscado “consenso” interno no Partido dos Trabalhadores para definição do candidato à sucessão de Wagner, o ex-presidente da Petrobras opinou que não houve “conquista de todos os corações e mentes”.  “Do ponto de vista da distribuição interna no partido, cada um dos três [Rui, Pinheiro e Gabrielli] tem mais ou menos 1/3. Pelas regras do PT, o diretório não pode votar um nome contra outro. O governador apresentou o seu candidato; acredito que o diretório seguirá a proposta do governador”, finalizou.

Polícia Federal prende coronel da PM em Feira de Santana

Polícia Federal prende coronel da PM em Feira de Santana
Foto: Reprodução
A operação da Polícia Federal (PF) deflagrada nesta quinta-feira (28) de combate a golpes no programa federal de desarmamento em Feira de Santana, centro norte do estado, prendeu três pessoas, entre elas, o coronel da Polícia Militar Martinho, e os irmãos Clóvis Nunes e Carlos Nunes. Martinho foi comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar do município. Batizada de “Vulcano”, a ação cumpre 12 mandados: quatro de prisão temporária e oito de busca e apreensão e condução coercitiva (para cumprimento de pena). Carlos Nunes foi preso em Fortaleza (CE) e está sendo trazido para a delegacia Federal de Feira de Santana. Já o coronel Martinho foi preso por porte ilegal de arma. De acordo com a PF, durante a revista na casa do coronel da PM, a polícia encontrou um rifle 44 sem documentação. Os irmãos Nunes são responsáveis pela ONG Casa da Paz, que arrecadavam armas pelo programa de desarmamento do governo federal.  Ainda segunda a PF, os irmãos mantinham um esquema em que fabricavam armas artesanais, depois repassadas à ONG. Em troca, eles receberiam a taxa indenizatória. Além disso, os irmãos falsificavam recibos e recebiam outros valores. De acordo com o delegado Val Gular, responsável pela operação, o esquema envolve a PM e várias ONGs da cidade e o prejuízo aos cofres público é de cerca de R$ 1 milhão. 

O doce mel de Dirceu - II


O doce mel de Dirceu - II
O ex-presidente do PT talvez tenha conseguido a sua “boquinha” bem remunerada através do irmão do dono do hotel, que vem a ser presidente do PTN, partido que compõe a base de apoio da presidente Dilma Rousseff. E o que fará Dirceu como “diretor administrativo” do Saint Peter?  Não é difícil chegar às suas atividades e entendê-las. Só assim será possível também compreender o seu dia-a-dia. Como dormirá na Papuda, o ex-chefe da Casa Civil deixará o presídio por volta das 7h da matina porque terá que chegar ao hotel às 8h. Para não dar despesa ao presídio do Distrito federal, dispensará o insosso café da manhã e sairá em jejum, porque um farto banquete matinal o espera  no “l ocal de trabalho”. Alimentado, será levado a um gabinete amplo, com direito a tudo o que de moderno o hotel dispõe, como computadores, televisão, uma saleta com sofá, poltronas e cadeiras onde poderá receber  quem bem quiser ou procurar, além de linhas telefônicas e celular. Pronto! Está instalado. Não, ainda falta um pequeno detalhe: é necessário um apartamento de primeira para o descanso, ou receber uma beldade porque ninguém é de ferro, no momento que bem quiser. Poderá ler, escrever, acionar a sua inteligência para oferecer ideias de igual modo inteligentes à presidente Dilma e ao PT. E assim será. No horário que ele desejar, determinará ou pedirá  o menu e escolherá a refeição que bem quiser para o almoço, possivelmente acompanhado de um garrafa de vinho de marca.  É provável que o dono do hotel esteja ao seu lado para ouvir a sua prosa seleta sobre política e os acontecimentos brasilienses sobre os quais está plenamente informado. Feita a refeição do meio-dia, descansará por alguns minutos (ou horas em colchão macio) e procurará algo para fazer que não seja a chatíssima administração da unidade hoteleira. Provavelmente lerá, ou escreverá alguma coisa que enviará para os seus diletos companheiros de partido. O dia vai passando. Olha o relógio. Às 17h terá que sair para cheg ar à Papuda às 18h. Então, pedirá o jantar, porque não vai comer o que é servido para os presos no presídio. Uma bela rotina diária, pensará ele ao cair da tarde. Na Papuda, é só dormir para acordar às 6h da matina e deixar as dependências daquela imundície às 7h para usar um taxi, talvez apareça um motorista para pegá-lo e sairá para novo dia de “labuta.” Vida boa, apropriadíssima para o galante José Dirceu. Quem não gostaria de ter uma rotina como esta? Até o ministro Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal, que dará o Ok ou negará as férias sonhadas pelo ex-chefe da Casa Civil de Lula. De resto, viva a república tropical de Pindorama!

E José Genoino...


Então disseram que outro presidiário, José Genoíno, deputado e ex-presidente do PT, tinha sido infartado ao chegar à Papuda. Preocupação geral na República. O presidente do Supremo, Joaquim Barbosa, no gabinete da Justiça, pelo sim, pelo não, mas visivelmente não acreditando, determinou que uma junta composta de cinco cardiologistas renomados fizesse um exame no preso. O resultado chegou às suas mãos e logo revelado à opinião pública, como deve ser. Genoíno era, e todos sabiam que era, cardiopata. Sua pressão oscila, mas, no último exame estava em ponto de bala: 12 por oito. Os médicos constataram que “não era imprescindível que ele cumprisse pena domiciliar”. Isto é: poderia ficar na Papuda. Joaquim Barbosa, na sua sala da Justiça, já leu dez vezes o resultado dos exames. De trás para frente, da frente para trás; de cima para baixo e de baixo para cima. Agora cabe exclusivamente a ele dizer o que fazer com Genoíno, um cardiopata como há dezenas de milhões no Brasil, muitos morrendo nas filas do SUS. Pobre Joaquim! O que fazer com Genoíno?  Mandar de volta ao domicílio da filha ou o devolve para a Papuda, onde ele poderá morrer?  Não de coração, mas de inveja de José Dirceu? Quem manda não ter pensado em trabalhar num hotel?

   
A polícia de Feira de Santana procura um grupo de cinco pessoas acusadas de drogar e abusar sexualmente de duas meninas de 10 e 11 anos, abordadas em frente à Escola Municipal Maria da Glória, onde estudam, na tarde desta terça-feira (26). De acordo com depoimentos das próprias vítimas ao jornal A Tarde, uma mulher grávida que elas já conheciam as chamou até sua casa, onde foram trancadas em um quarto e obrigadas a consumir bebida alcoólica e drogas e depois foram beijadas e acariciadas por três homens durante cerca de três horas. Após o abuso, as crianças foram deixadas na rua e acabaram foram encaminhadas, por populares, ao Hospital Estadual da Criança (HEC). Segundo a tiutular da Delegacia de Repressão a Crimes contra Criança e Adolescente (Derca), Martine Veloso, alguns envolvidos no crime já foram identificados. "É um caso complicado, mas estamos em diligência para localizar e prender estas pessoas. Uma coisa que me chama atenção é que uma das mulheres está grávida e mesmo assim sai por aí aliciando meninas para a prática de abuso sexual", pontuou. As meninas serão encaminhadas para o Departamento de Polícia Técnica (DPT), para a realização de exames. 

Wagner bate martelo sobre escolhido: 'Agora é Rui se colocar e se apresentar'

Wagner bate martelo sobre escolhido: 'Agora é Rui se colocar e se apresentar'
Foto: Reprodução
A dois dias da cerimônia de posse da nova diretoria do PT, em Salvador e na Bahia, para quando está previsto o anúncio oficial do nome do candidato petista para concorrer à sucessão estadual, pela primeira vez, o governador Jaques Wagner admitiu a escolha do secretário da Casa Civil, Rui Costa. Em entrevista à Rádio Metrópole na manhã desta quinta-feira (28), o gestor ponderou que "tem que respeitar todo mundo" e que "a riqueza do PT é a sua unidade", mas antecipou: "Vai bater o martelo amanhã. A minha indicação para o diretório estadual do PT é o secretário da Casa Civil. Agora é Rui se colocar e se apresentar", afirmou o petista. Nesta sexta (29), o diretório estadual da sigla terá uma reunião no Hotel Fiesta, na capital, para a qual foram convidados os quatro pré-candidatos da legenda e que, de acordo com o novo presidente do partido na Bahia, “não tem hora para acabar”.

Rio Real: Testemunha cita major como comandante de grupo de extermínio

Rio Real: Testemunha cita major como comandante de grupo de extermínio
Foto: Reprodução
O major da Polícia Militar Florisvaldo Ribeiro, acusado de comandar abusos, torturas e abusos praticado por policiais, em Rio Real, no nordeste do Estado, foi apontado em depoimento como líder de um grupo de extermínio. Segundo matéria do Correio, uma testemunha, que teve o nome mantido sob sigilo, cita o próprio major como comandante das execuções. A testemunha ainda declarou em depoimento ao ex-delegado titular de Rio Real Geuvan França Júnior, que o comandante da 6ª Companhia Independente da PM chegou a oferecer os serviços do grupo de policiais para “derrubar” um homem conhecido como Morango, que tinha ameaçado o depoente. “Que o major Ribeiro ligara para o depoente, a fim de conversar na 6ª CIPM numa noite; QUE o comandante perguntara ao depoente se tinha coragem de sair com os aludidos policiais a fim de derrubar Morango”, diz um dos trechos do documento, em depoimento colhido no dia 7 de outubro do ano passado.

Cant

Ex-presidente do STF prevê julgamento de mensalão tucano em 2014
Foto: Reprodução
O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Carlos Ayres Britto, prevê que o julgamento do processo do chamado mensalão tucano deve ser feito em breve. A declaração foi dada nesta quarta-feira (27). Segundo o ministro aposentado, o fato de 2014 ser um ano eleitoral não deve afetar a apreciação das denúncias pelo STF. Corrobora com a mesma opinião, o ministro Gilmar Mendes, que também admitiu que o julgamento do caso pode ocorrer no próximo ano. “Estamos em uma fase muito boa, em que o Poder Judiciário, mais resoluta e conscientemente, aplica a Constituição e o ordenamento jurídico brasileiro”, disse Ayres Britto, ao ser questionado se teme que a Corte demore a apreciar o suposto esquema de desvio de dinheiro de empresas públicas de Minas Gerais para financiar a campanha de reeleição do então governador mineiro e atual senador, Eduardo Azeredo (PSDB), em 1998. Azeredo, que perdeu aquela disputa, é acusado de peculato e lavagem de dinheiro, mas nega envolvimento no esquema. O relator do processo mineiro no STF é o ministro Luis Roberto Barroso, que já manifestou a intenção de pautar o julgamento o quanto antes. Informações da Agência Brasil.

Projeto de reforma do ISS é aprovado no Senado

Projeto de reforma do ISS é aprovado no Senado
Pelo projeto, empresas de tecnologia devem ser tributadas com ISS
O Senado aprovou nesta quarta-feira (27) o projeto que reforma as regras de tributação do Imposto sobre Serviços (ISS). Parte da discussão sobre pacto federativo, a matéria busca inibir a guerra fiscal entre municípios e estabelece uma alíquota mínima de 2% para a cobrança do imposto. O projeto inclui também novos tipos de serviços a serem tributados, como os das empresas de tecnologia, gráficos, áudio e vídeo, entre outros, e dá prazo de um ano para os prefeitos retirarem os incentivos fiscais com base no ISS e se adequarem à nova alíquota. Quem não cumprir o prazo poderá ser enquadrado no crime de improbidade administrativa e sofrer até a perda do mandato. No entanto, os serviços de saneamento básico, transporte coletivo e aquisição de material de construção receberam ressalva e poderão ter isenção do ISS se as prefeituras assim desejarem. O texto visa também a acabar com a chamada bitributação, quando uma empresa é cobrada duplamente pelo mesmo serviço. Isso ocorre, por exemplo, quando o estado cobra do ICMS e o município cobra o ISS porque não há regra clara na lei sobre qual dos dois se aplica ao caso. O impacto orçamentário das novas regras varia de acordo com cada município. Agora, o projeto segue para a Câmara dos Deputados e pode retornar ao Senado se sofrer alterações. Informações da Agência Brasil.

Laudo sobre imagens do acidente que matou irmãos em Ondina pode dar reviravolta no caso

Laudo sobre imagens do acidente que matou irmãos em Ondina pode dar reviravolta no caso
Foto: Reprodução
O laudo oficial das imagens do acidente que matou os irmãos Emanuel, 21, e Emanuelle Gomes, 23, pode causar uma reviravolta no caso. O documento, produzido pela Coordenação de Perícias em Audiovisuais da Polícia Civil e adicionado aos autos do processo nesta quarta-feira (27), conclui que as câmeras que filmaram o local do acidente não registram “o momento exato do contato entre os veículos”. Segundo matéria do Correio, o laudo diz que, em razão da ausência do registro do suposto instante da batida, ocasionado pela presença de árvores entre a câmera e os veículos, as imagens são dadas como inconclusivas e não comprovam que houve o choque entre a moto e o carro conduzido pela média Kátia Vargas. No outro laudo de perícia da Polícia Civil, produzido pela Coordenação de Engenharia Legal, também ficou constatado que os danos verificados na moto pilotada por Emanuel “são típicos daqueles produzidos pelo impacto de veículo contra obstáculo fixo”, que, na interpretação dos advogados de defesa da médica, seria o poste. Um CD com as imagens do acidente também foi avaliado pela Polícia Civil, que constatou a originalidade do material, que segundo a PC, não tinha sofrido nenhum tipo de adulteração. Oito testemunhas do caso devem ser ouvidas nesta sexta-feira (29).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad

Your Ad Spot